Ativos Botânicos parte 2 – Óleos Essenciais

Neste post vou falar sobre os óleos essenciais, que também são ativos botânicos.

Óleos essenciais são compostos extraídos diretamente das plantas, e que são considerados a essência concentrada delas, possuem pouca ou nenhuma substância oleosa e carregam o aroma e as propriedades da planta específica. Por serem concentrados, o seu efeito é mais pronunciado que o uso da planta inteira ou o seu extrato.  Geralmente são altamente complexos, compostos às vezes de mais de uma centena de componentes químicos. São encontrados em pequenas bolsas (glândulas secretoras) existentes na superfície de folhas, flores ou no interior de talos, cascas e raízes. Óleos essenciais não possuem ácidos graxos e se volatilizam com extrema facilidade na sua grande maioria. São utilizados na indústria cosmética, farmacêutica e também na perfumaria e aromaterapia.

Como se beneficiar: os óleos essenciais podem ser incorporados no seu dia-a-dia, trazendo vários benefícios para sua saúde física, mental e emocional. Podem ser adicionados em cosméticos como shampoos, condicionadores, óleos para massagens, cremes para o rosto e corpo, sabonetes líquidos, velas, perfumes, enfim, seus usos são múltiplos. Devido a altíssima concentração dos princípios ativos, os óleos essenciais são mais caros que os extratos glicólicos e os valores dependem muito da planta de origem. Devem ser usados com parcimônia, em concentrações muito baixas, em média 5 gotas de óleo essencial para cada 10ml de cosmético base.

Alecrim: é refrescante, estimulante e indicado para a memória, concentração e para aliviar dores de cabeça e dores musculares. Também é excelente tônico para o couro cabeludo e problemas como queda de cabelo e caspa.

Bergamota: Óleo Essencial de Bergamota é extraído pela prensagem de sua casca. É usado há séculos e é considerado valioso para diminuir a ansiedade, depressão e tensão. Tem propriedades anti-sépticas. Seu aroma doce é ingrediente clássico das águas de colônia. Pode ser usado em banho e massagens.

Canela: Uma das especiarias mais antigas que se tem notícia, o Óleo Essencial de Canela é geralmente destilado da casca interna e das folhas. Ele tem um aroma forte, doce, temperado e deve ser bem diluído antes do uso, pois pode causar irritações. As poderosas propriedades da Canela podem ser úteis para tonificar o sistema circulatório, respiratório e digestivo.

Cedro: Muito usado nos templos do Tibete, o Óleo Essencial de Cedro tem perfume suave de madeira e bálsamo. Proporcionar longevidade, curar calvície e eczemas são alguns dos benefícios deste óleo, que também é eficaz no tratamento de caspa, seborréia, acne, psoríase e dermatites.

Cipestre: O Óleo Essencial de Cipreste é um excelente adstringente, auxilia no tratamento de varizes, hemorróidas, sudorese excessiva, inclusive a dos pés, reduz cólicas menstruais e é tonificante do sistema nervoso.

Citronela: O Óleo Essencial de Citronela é originária do Ceilão e sul da Índia, a Citronela é usada há séculos para tratar febre e doenças de pele. Grama perene, é utilizada também como ótimo repelente de insetos, seguro para saúde humana e animal. Pode ser usada também para desinfetar ambientes e como bactericida laboratorial.

Cravo: O Óleo Essencial de Cravo é obtido a partir da destilação dos botões das flores. Possui fortes efeitos estimulantes e propriedades analgésicas (ex: dores de dente). É anti-séptico e pode ser aplicado em aromatizadores. Pode causar irritações de pele, portanto deve ser sempre diluído e usado com cuidado e moderação quando aplicado sobre a pele.

Eucalipo: O Óleo Essencial de Eucalipto há séculos é usado como óleo medicinal. Destilado de folhas da árvore, é um óleo quente e emana aroma semelhante à cânfora. É muito usado em inalações para aliviar os sintomas da gripe, sinusite e tosse com muco. É também um poderoso anti-séptico, podendo ser utilizado para eliminar germes aéreos.

Gengibre: O Óleo Essencial de Gengibre é nativo da Ásia, é usado para aliviar dores reumáticas e baixar a febre. Por ser estimulante, o óleo é usado em banhos e massagens para aumentar a resistência a resfriados e gripes. Muito recomendado para distúrbios estomacais e digestivos. Alivia sintoma de flatulência e náusea.

Gerânio: O Óleo Essencial de Gerânio é produzido a partir das folhas e tem perfume delicioso. Usado nos tratamentos para celulite e tensão pré-menstrual. Séu óleo regula a produção dos óleos da pele. É levemente anti-séptico e suavizador cutâneo. Pode ser usado em cortes, escoriações e eczemas. Regula a produção de hormônios, aliviando os efeitos da menopausa.

Hortelã-Pimenta: O Óleos Essencial de Hortelã Pimenta é destilado das folhas secas da planta. A planta é conhecida por suas propriedades descongestionantes, estimulantes e refrescantes. É usado no tratamentode diversos problemas digestivos como: náusea, indigestão e gases. Alivia os sintomas da enxaqueca.

Laranja: O Óleo Essencial de Laranja é extraído da casca da laranja doce, tem perfume suave e refrescante. Ele é indicado no tratamento de problemas digestivos, como calmante e como auxiliar no combate a insônia.

Lavanda: O Óleo Essencial de Lavanda tem uma fragrância doce e familiar e é um dos óleos mais usados na Aromaterapia. Ajuda a equilibrar o sistema nervoso, a aliviar dores de cabeça e a diminuir a insônia. Também é um excelente anti-séptico, cicatrizante e pode ser usado em queimaduras, feridas, picadas, dermatites e qualquer tipo de inflamação de pele.

Lemongrass: O Óleo Essencial de Lemongrass é natural da Índia, é conhecido também como Capim-Limão e Capim-Cidreira. Tem o aroma forte do limão e de grama fresca. É poderosa bactericida e excelente auxiliar no tratamento de pele, acne e poros dilatados. Alivia enxaquecas. Ótimo se usado em escalda pés. É também bom repelente de insetos.

Limão-Tahiti: O Óleo Essencial de Limão Tahiti é extraído através da prensagem da casca da fruta madura. Tem aroma fresco e suave desta fruta. Altamente anti-séptico, tem efeito adstringente sobre a pele. Pode ser usado no tratamento de furúnculos, pele oleosa, herpes, picadas de insetos, problemas de fragilidade capilar, auxiliar no tratamento de problemas ligados à obesidade.

Patchouli: O Óleo Essencial de Patchouli é muito cultivado na Indonésia e é destilado a partir de suas folhas. Seu aroma exótico lembra madeira seca. É famoso por suas propriedades afrodisíacas. Pode ser útil também no tratamento de pele oleosa, acneica e para atenuar cicatrizes. Ótimo fungicida, pode ser usado em picadas de inseto.

Tangerina: O Óleo Essencial de Tangerina é conhecido desde a antiguidade, o óleo de Tangerina ajuda a prevenir estrias, é adstringente, combate a oleosidade da pele, é germicida, analgésico e antiespasmódico. Tem efeito calmante para o intestino. É também tônico e estimulante do estômago e fígado. É chamado de “remédio das crianças” por ter efeito suave.

Tea-Tree: O Óleo Essencial de Tea Tree é extraído das folhas da árvore. É um excelente germicida e fungicida, tendo inúmeras aplicações tais como: resfriados, gripes, herpes, pé de atleta, candidíase, verrugas e qualquer tipo de infecção cutânea.

Vetiver: O Óleo Essencial de Vetiver natural da Índia e é extraído das raízes. Proporciona relaxamento profundo, reduz a tensão e refresca. Muito usado pelos sábios chineses para umedecer as juntas e articulações. Ótimo para artrite, artrose e dores musculares. Ativa a circulação e a imunidade do corpo.

Ylang Ylang: O Óleo Essencial de Ylang Ylang é destilado das flores frescas da árvore. Ele tem um cheiro de flores exóticas e efeito relaxante sobre o sistema nervoso. É tradicionalmente usado como afrodisíaco e no tratamento de pressão alta.

 

Próximo post: Ativos Botânicos 3 – Óleos e manteigas vegetais

Beijinhos =)

Ativos botânicos parte 1 – Extratos glicólicos

Conforme disse no post anterior sobre cosméticos e suas bases, vou falar agora sobre os ativos botânicos que são os princípios ativos da grande maioria dos cosméticos e medicamentos. Eu gosto de dividir os ativos botânicos em 3 categorias: extratos glicólicos, óleos essenciais e óleos de base (os mesmos usados como base para cosméticos também servem como ativos). Neste post vou falar sobre os extratos glicólicos.

Extratos Glicólicos ou também conhecidos como extratos vegetais, são obtidos por processos de maceração, infusão ou percolação de ervas, flores, raízes, etc., em um solvente hidro-glicólico que pode ser o propilenoglicol (um tipo de álcool que age como hidratante em cosméticos, medicamentos, etc) ou a glicerina, puros ou misturados. Os extratos glicólicos contém em si todos os princípios ativos de determinada planta, dissolvidos na solução de glicerina ou de álcool, são solúveis em água, géis, produtos de base aquosa, glicerinada e também em bases hidro-lipídicas (mistas). São amplamente utilizados em produtos cosméticos, tanto para a pele quanto para os cabelos, em concentrações que variam normalmente de 1% a 10%. NÃO DEVEM SER INGERIDOS, seu uso é exclusivamente cosmético.

Como se beneficiar deles: você pode escolher o extrato vegetal com as características que você mais necessita e adicioná-lo em seu shampoo, condicionador, sabonete líquido ou em seus cremes para o corpo e rosto.  Para uma margem de segurança,  o ideal seria utilizar uma concentração de 5% do extrato para a quantidade de produto, pois as chances de causar alergia serão mínimas. Uma proporção que serve bem para quase a totalidade dos extratos glicólicos é: para cada 100ml de produto (shampoo, condicionador, creme, etc) você usar uma colher de chá (5ml) de extrato glicólico.  Alguns extratos glicólicos podem ser usados em concentrações de até 10%, o que equivaleria a duas colheres de chá de extrato para cada 100ml de produto, mas para tanto seria necessário a pessoa conhecer mais a fundo a composição dos extratos para saber quais podem ser usados em maior ou menor quantidade. Por via das dúvidas, use a regra de concentração de 5%.

Abacateiro: tem ação hidratante, calmante e suavizante. É também indicado para peles e cabelos secos e ressecados.

Açaí: Por conter sais minerais atua como remineralizante, além de possuir propriedades hidratantes e emolientes para a pele e cabelos.

Alecrim: tem ação dermopurificante, tonificante, estimulante celular, antioxidante, protetor de tecidos e ativador da circulação periférica. Tem ação anticaspa, previne a queda e confere brilho aos cabelos. Usado também para pele acnêica.

Algas: tem ação emoliente, cicatrizante, remineralizante, suavizante e hidratante. Pode ser usado como coadjuvante no tratamento externo da celulite, e em produtos para peles delicadas e secas.

Algodoeiro: Anti-inflamatório, ajuda a combater acnes e cravos, é hidrófilo.

Alho: Rubefasciente, anti-inflamatório e anti-radicais livres, antiacnéico.

Aloe Vera (Babosa): tem ação emoliente, cicatrizante, tonificante, antiinflamatória, suavizante, lenitiva, refrescante, hidratante, protetora e restauradora de tecidos. Usado em preparações para peles delicadas, sensíveis, irritadiças e/ou secas.

Amêndoas Doces: Excelente emoliente e hidratante para pele do rosto, corpo e cabelos.

Arnica: tem ação adstringente, ativador da circulação periférica, revulsivo tópico, tonificante, descongestionante, antiinflamatório, antiacne e estimulante do couro cabeludo.

Arruda: tem ação anti-hemorrágica, calmante e anti-reumática.

Aveia: tem ação emoliente, nutritiva, hidratante, remineralizante, restauradora de tecidos, suavizante e amaciante.

Avelã: tem ação emoliente, amaciante, suavizante. Devido sua emoliência é indicado em produtos para o corpo e cabelo.

Bambu: tem ação hidratante, emoliente, restaurador, remineralizante, condicionador. Indicado contra o envelhecimento precoce dos tecidos e para restaurar a estrutura dos cabelos e melhorar a textura e o volume.

Barbatimão: tem ação adstringente, anti-séptica, antiinflamatória. Utilizado em preparações capilares no combate a oleosidade, caspa e seborréia, em produtos para afecções da pele e mucosa.

Bardana: tem ação adstringente, emoliente, remineralizante, suavizante, antiinflamatória, anti-séptica (bactericida e fungicida), antiacne, anti-comedogênico, hidratante.

Bétula: tem ação adstringente; tônico, estimulante,antiqueda e anticaspa, tônico capilar. Ajuda a eliminar a caspa e a seborréia.

Calêndula: para acalmar a pele sensível ou irritada, também para de desinfetar feridas menores e tratar infecções.

Camomila: tem ação emoliente, cicatrizante, suavizante, lenitiva, refrescante, antiinflamatória, descongestionante, protetora dos tecidos, anti-acnêica, filtrante das radiações solares e anti-alergênica (para peles facilmente irritáveis).

Castanha da Índia: aumenta a resistência e o tônus das veias, diminui a permeabilidade e a fragilidade capilar, ativa a circulação sanguínea e favorece o retorno venoso.

Castanha do Pará: Tem ação emoliente, nutritiva, lubrificante, vitaminizante.Apresenta amplo êxito na conservação da textura da pele.

Cavalinha: possui ação remineralizante, sebostática, antiinflamatória, antiacne, vulnerária, tonificante, cicatrizante, adstringente genito-urinário e revitalizante.

Centella Asiática: tem ação emoliente, cicatrizante, protetora e restauradora de tecidos, descongestionante, vaso protetora. Melhora a elasticidade da pele. Indicado no tratamento externo da celulite e para pele oleosa;

Chá Verde: Estimulante, adstringente, antioxidante, antilipêmico, adelgaçante, antibacteriano. Melhora a microcirculação periférica, normalizando a permeabilidade capilar.

Erva-doce: Ação refrescante, desodorizante, suavizante, calmante, anti-séptica, antimicótica, confere odor agradável.

Framboesa: Por conter taninos possui efeito adstringente na pele, proporcionando uma diminuição das secreções das glândulas sudoríparas. Possui ainda propriedades: hidratante, refrescante, e antioxidante da pele por conter grande quantidade de ácido ascórbico.

Gérmen de Trigo: Rico em vitamina E, dá vitalidade à pele, retarda o envelhecimento e evita varizes.

Ginkgo Biloba: tem ação hidratante, estimulante da circulação periférica, protetora contra radicais livres, reestruturante, bio-energizante, ação antiinflamatória.

Ginseng: tem ação tonificante, cicatrizante, antiinflamatória, refrescante, estimulante celular, restauradora de tecidos, hidratante, nutritiva.

Hamamélis: tem ação adstringente, vasoprotetora, vasoconstritora,descongestionante, antioleosidade, anti-acnêica. Indicado nas afecções venosas como varizes, flebites, hemorróidas; em preparações para oleosidade excessiva da pele e do couro cabeludo.

Hera: tem ação inibidora sobre os fungos, além de propiciar uma ação antibiótica.

Hibisco: tem ação refrescante, purificante, antiinflamatória, suavizante, antioxidante, tônica e protetora do sistema venoso.

Jaborandi: tem ação estimulante celular, ativador da produção de secreção, restaurador de tecidos e tônico capilar. Estimula o couro cabeludo, melhora o brilho e trata a queda do cabelo.

Lavanda: tem ação anti-séptica, cicatrizante, estimulante da circulação periférica, refrescante, repelente de insetos, purificante de peles acnêicas.

Macela: tem ação antiinflamatória, calmante, bactericida, miorrelaxante, estimula a circulação sangüínea periférica. Indicado como auxiliar em tratamentos para queda de cabelos, em produtos para peles e cabelos delicados, como auxiliar na proteção solar.

Mamão Papaya: Possui propriedades hidratante, suavizante, remineralizante e renovadora das células da epiderme, principalmente através da ação da enzima papaína e das vitaminas.

Melancia: Possui propriedades antioxidantes devido a presença de vitamina A e C, proporcionando um combate aos radicais livres, além dos efeitos hidratantes e umectantes para a pele e cabelos gerados pela glicose e sais minerais presentes.

Pepino: tem ação hidratante, amaciante, anti-séptico, refrescante, emoliente, clareador de manchas. É ligeiramente adstringente. Indicado como auxiliar no tratamento da sarna, coceira, irritações da pele, assaduras, acne.

Pimenta (Capsicum): Possui ação rubefaciente, refuscante, tonificante, ativadora da circulação local.

Própolis: tem ação cicatrizante, antiinflamatória, bactericida, protetora e regeneradora de tecidos, calmante de irritações da pele.

Rosas Rubras (vermelhas): propriedades adstringentes e de limpeza profunda, que auxiliam na regeneração celular e controlam a oleosidade da pele.

No próximo post: Ativos botânicos 2 – Óleos Essenciais.

Beijinhos =)

O início

Imagem de autoria da proprietária do blog. Todos os direitos reservados.

Este post é o início de tudo. O início de uma compilação gigantesca de experiências, estudos, leituras e muitas horas de mão na massa quando se trata do assunto ‘beleza’.

Após muitos anos fazendo de tudo nos cabelos, após muitos anos estudando sobre cores, muitos estudos sobre consultoria de imagem, após muitos anos de experiência sobre cuidados com a pele, após muitas dietas, tentativas e erros sobre alimentação e após tanta batalha para conseguir criar uma imagem pessoal que refletisse quem eu realmente sou, consegui chegar lá \o/ – e resolvi dividir minhas experiências e conhecimentos com vocês. Porque, como todas sabem, beleza é fundamental, mas para se tornar bonita é preciso criar uma imagem pessoal que seja condizente com quem a pessoa realmente é por dentro, do contrário você dificilmente se sentirá completa.

Eu sempre gosto de analisar, antes de mais nada, a personalidade e o temperamento da pessoa. Antes de querer impor pra pessoa se tal cor ou tal roupa ficará bem pra ela, é necessário entender quem esta pessoa é, como ela age diante do mundo, o que ela quer mostrar para o mundo, como se sente. Muitas vezes caímos no erro de classificar uma pessoa como sendo da paleta “inverno” sendo que esta pessoa tem um temperamento sanguíneo, uma personalidade dinâmica e colorida que nada tem a ver com as cores da paleta inverno. E o que acontece numa situação dessas? A pessoa de temperamento sanguíneo que passa a se vestir com as cores de uma paleta que nada tem a ver com seu temperamento, passa a ter um conflito interno, que não ocorre em nível consciente mas sim em nível subconsciente. A pessoa não se sente bonita, não se sente a vontade, não se sente ela mesma – assim como as pessoas ao redor passam a ter essa mesma sensação a respeito dela – e ela sequer sabe porque isto acontece.

Este tipo de situação ocorre porque as cores e formas influenciam MUITO no nosso subconsciente e consequentemente acabam influenciando as pessoas ao nosso redor. Isto não quer dizer que algumas cores sejam sempre “ruins” ou sempre “boas”, não gosto de utilizar desta denominação. Acho importante ressaltar que certas cores poderão ter um efeito positivo ou negativo de acordo com a pessoa que a veste, e para isto deve-se levar em consideração o temperamento da pessoa, sua personalidade, a coloração de sua pele e de seus olhos. Ou seja: para algumas pessoas o preto pode cair super bem, dando um ar “chique”, para outras pessoas o preto pode deixar-lhes pálidas e com aspecto austero.

Através deste blog, pretendo dividir meu conhecimento sobre o assunto, além de falar sobre moda, produtos para cabelos, produtos para pele, dicas de beleza, música, gastronomia light e qualquer outro assunto que possa ser de interesse para mulheres vaidosas e bem antenadas.

Beijinhos =)