Cosméticos Industrializados vs. Naturais

Olá! Hoje o assunto é sobre cosméticos. Afinal, qual a melhor opção para se usar: cosmético industrializado ou cosmético natural? Vou falar sobre os prós e contras de cada um para que você possa se decidir com segurança.

1- Cosméticos industrializados: eles já vem prontos, embalados, perfumados, previamente testados, com uma incidência mínima de problemas de alergia. Contém princípios ativos diluídos em bases cosméticas que podem ser derivadas de produtos animais, vegetais ou minerais. Estes cosméticos contém conservantes, espessantes, essências e corantes em alguns casos. A maioria dos cosméticos industrializados se utilizam de 1 a 3 princípios ativos em suas fórmulas, com uma concentração usual média que varia de 1% a 10% do princípio ativo destacado na embalagem. Raramente encontra-se um cosmético industrializado que contenha mais do que 3 princípios ativos em sua composição e com uma concentração superior a 10% e isto ocorre por seus motivos: uma concentração de até 10% de princípios ativos garante que o produto não seja forte o suficiente a ponto de causar alergias mas ainda torna possível se beneficiar de suas propriedades; a utilização de até 3 princípios ativos em concentração baixa garantem um preço mais acessível aos cosméticos, e isto vale tanto para os cosméticos para pele quanto cosméticos para os cabelos. Existem sim cosméticos que fogem a esta regra, são cosméticos normalmente mais caros, de uso profissional ou recomendados por dermatologistas, esteticistas ou cabeleireiros. Os cosméticos industrializados tem as vantagens de serem práticos, por preços normalmente acessíveis, fáceis de encontrar, fáceis de usar, perfumados e bons o suficiente para quem não tem problemas graves de pele ou nos cabelos. Na maioria dos casos, estes cosméticos conseguem resolver os problemas das pessoas sem muitas complicações.

2- Cosméticos naturais: trata-se da matéria prima bruta, ou seja, manteigas vegetais, óleos vegetais, extratos de plantas maceradas, gorduras animais, etc. Os cosméticos naturais são, nada mais nada menos que os princípios ativos 100% puros, o que tem suas vantagens e desvantagens. As vantagens dos cosméticos naturais, por serem 100% puros, é que o efeito do princípio ativo da matéria prima será o mais concentrado possível, um efeito realmente forte, por um preço realmente mais barato que dos cosméticos industrializados, sem adição de corantes, conservantes, espessantes ou bases, é um tratamento “power”. Mas nem tudo são flores – eles tem suas desvantagens também: nem sempre o odor destes produtos naturais é agradável, muitas vezes a textura natural é muito pegajosa ou extremamente oleosa, dependendo da aplicação será necessário deixar o cosmético agir por 1 hora ou uma noite, as vezes a aparência não é agradável e você precisa preparar, o que demanda tempo. Outro fator importante: cosméticos naturais, por serem tão concentrados, podem causar reações alérgicas. É muito importante realizar um teste de alergia 48horas antes de utilizar o cosmético natural pretendido.

3- Bases cosméticas gordurosas: independente se o cosmético é industrializado ou natural, ele sempre terá pelo menos uma base cosmética que pode ser de origem animal, vegetal ou mineral. Todos os cosméticos, para fazerem efeito, precisam ter uma base gordurosa, cuja quantidade será definida de acordo com a finalidade do cosmético.

a) As bases de origem animal são as mais rapidamente assimiladas e absorvidas pela nossa pele e cabelos, são as bases que realmente terão um efeito mais rápido, no entanto, justamente por toda esta facilidade de penetração, são as bases com maiores chances de causar alergias. Exemplos de bases animais: lanolina, tutano de boi, mel, própolis, leite, geleia real.

b) As bases de origem vegetal não são tão rapidamente assimiladas quanto as de origem animal, no entanto, tem uma boa aceitação, um tempo para efeito moderado mas com menor incidência de alergias. Uma base vegetal precisa ser massageada com mais vigor para poder penetrar na pele e nos cabelos, mas uma vez assimilada, tem efeitos tão bons quanto as bases animais. Exemplos de bases vegetais: manteiga de karité, manteiga de cacau, óleo de oliva, óleo de amêndoas e outros tipos de óleos e manteigas a base de plantas.

c) As bases de origem mineral são as mais difíceis de serem assimiladas pela pele e cabelos, normalmente são usadas com maior frequência para óleos de massagem e reparadores de pontas para os cabelos. Essas bases minerais não tem uma boa penetração, portanto não se deve utilizar produtos com bases minerais quando se deseja a assimilação dos princípios ativos, mas quando se deseja um produto que cria uma cobertura superficial. Exemplos de bases minerais: silicones, óleo mineral (parafina líquida), parabenos.

4- Usando bases cosméticas de acordo com a finalidade pretendida:

a) Para peles secas, com rugas: bases animais de tutano de boi, lanolina e geleia real, bases vegetais de óleo de rosa mosqueta, óleo de amêndoas e manteiga de cacau.

b) Para cabelos secos e danificados: bases animais de tutano de boi, mel, leite, bases vegetais de manteiga de karité, manteiga de cupuaçu, óleo de coco, óleo de argan e óleo de jojoba.

c) Para peles oleosas ou acneicas: bases animais de própolis e leite, bases vegetais de óleo de rícino, óleo de calêndula, óleo de eucalipto e base mineral de argila verde.

d) Para peles sensíveis: bases animais de mel e leite, bases vegetais de óleo de rosa mosqueta, óleo de semente de uva, óleo de camomila e base mineral de argila branca.

No próximo post: lista de ativos botânicos.

Beijinhos =)

Paletas de cores

O que são paletas de cores? Para que servem? Quais são os sistemas de paletas de cores existentes? Estas e outras dúvidas eu pretendo esclarecer neste post.

1- O que são paletas de cores?

Paletas de cores são cores selecionadas que juntas formam um conjunto harmonioso podendo ser combinadas entre si. As paletas podem criar harmonias monocromáticas (diversas nuances de uma mesma cor) ou policromáticas (que se utilizam de cores diferentes). Dentre as combinações policromáticas, as cores podem ser utilizadas com suas cores análogas (cores que ficam lado a lado no círculo cromático) ou pode-se criar combinações com sua cor oposta complementar (cor que fica no extremo oposto do círculo cromático). Existem cores “frias” e cores “quentes”, o que vai determinar a temperatura de uma determinada cor é a quantidade de pigmentos azuis e verdes (que tornam as cores mais frias), ou a quantidade de pigmentos amarelos e vermelhos (que tornam as cores mais quentes). Para entender melhor, veja o círculo cromático abaixo:

Note que as cores frias contém predominância de pigmentos azuis enquanto que as cores quentes contém predominância de pigmentos vermelhos e amarelos.

2- Quais são os sistemas de paletas de cores mais conhecidos?

Atualmente existem três sistemas de paletas de cores mais difundidos que são: o sistema sazonal (que divide as cores em 4 ou 12 paletas de acordo com as estações), o sistema que divide as cores em 6 paletas de acordo com a intensidade de temperatura das cores e o sistema que divide as cores em 3 paletas de acordo com as cores das 3 fases do sol. Vou explicar um a um.

a) Sistema sazonal: este é o sistema mais difundido em todo o mundo. Foi originalmente concebido nos anos 40 por Suzanne Caygill que fez uma profunda análise sobre cores de pele identificando 32 tipos de peles e dividiu em 4 grupos, no entanto só ganhou sua notoriedade na década de 80 quando Carole Jackson adaptou os estudos realizados anteriormente, trazendo este conceito de paleta sazonal para a moda. Desde então, o sistema sazonal passou por evoluções até se subdividir em 12 categorias. O sistema sazonal de 4 estações consiste nas paletas “Primavera”, “Verão”, “Outono” e “Inverno”. O sistema sazonal de 12 estações se subdivide em “Primavera Clara”, “Primavera Quente”, “Primavera Luminosa”, “Verão Luminoso”, “Verão Fresco”, “Verão Suave”, “Outono Suave”, “Outono Quente”, “Outono Profundo”, “Inverno Profundo”, “Inverno Fresco” e “Inverno Claro”.

b) Sistema “temperado”: (baseado na temperatura das paletas): Esta é uma sub-vertente do sistema sazonal, só que não se utiliza de estações para classificar as paletas, utiliza-se da temperatura das cores encontradas no sistema sazonal de 12 cores. As paletas do sistema temperado estão divididas em 6 paletas: “Paleta Clara”, “Paleta Quente”, “Paleta Luminosa”, “Paleta Fresca”, “Paleta Suave” e “Paleta Profunda”.

c) Sistema “Color-Clock”: Esta é uma vertente à parte do sistema sazonal. Criado pela expert em cores Leatrice Eiseman, trata-se de um sistema divido em 3 paletas de cores de acordo com a posição do sol. As paletas são: “Nascer do Sol”, “Luz do Sol” e “Pôr-do-Sol”. Este sistema é bem interessante por ser o mais simples dos três.

3- Para que servem estes sistemas de paletas de cores?

Estes sistemas de paletas de cores foram criados com a intenção de ajudar as pessoas a escolherem as melhores cores de roupas, sapatos, acessórios e maquiagem de acordo com sua cor de pele, olhos e cabelo.

4- Por que é importante usar as cores certas?

Utilizando as cores que combinam com você, isso vai valorizar sua própria beleza. As cores certas vão dar destaque para seus olhos, seus cabelos, sua pele, te deixarão com uma aparência mais vívida, com aspecto de saúde e muito mais confiante, o que fará com que as pessoas desejem te olhar, desejam te conhecer melhor, pois você se tornará alguém visualmente mais interessante e pesquisas indicam que a imagem que criamos nos primeiros 30 segundos é a imagem que as pessoas nos associarão, portanto é bom saber utilizar as cores certas.

5- Como se define a paleta de cores de uma pessoa?

A paleta de cores é definida de acordo com a cor da pele, a cor dos cabelos e a cor dos olhos. São analisados aspectos como temperatura da cor (quente, fria ou neutra), intensidade da cor (clara, média, escura), pigmentação (vermelha, amarela, verde ou azul). Estes critérios são válidos para pele, cabelos e olhos. De acordo com a temperatura, pigmentação e intensidade da cor, será possível definir qual é a melhor paleta para a pessoa.

6- Existe alguma regra/dica que possa se aplicar sem precisar de uma análise?

Sim! De acordo com o conjunto pele/olhos/cabelo é possível definir a intensidade das cores. Quanto maior o contraste de cores que a pessoa apresenta, mais intensa será a paleta que ficará bem para esta pessoa. Quanto menor o contraste entre cores na pessoa, mais suave será a paleta a ser utilizada. Existem também cores “chave” que podem ser utilizadas por todas as paletas, mas use  como cores complementares, uma vez que estas cores não são boas o suficiente para valorizar ninguém, mas também não desvalorizam.

7- Quais são as cores “chave”?

As cores “chave” são:  Azul Navy, Rosa Quente, Turquesa, Púrpura, Cinza Médio, Verde Pinho, Verde-Azulado, Cappuccino, Marrom Escuro, Khaki Claro, Areia, Azul-Violeta e Preto.

8- O que é a “Paleta Real” da pessoa?

Esta é uma paleta personalizada, feita de acordo com a coloração da pessoa, que deve ser analisada pessoalmente e com muito critério, que dará para a pessoa uma paleta de 8 cores que ficarão exclusivamente bem nesta pessoa em especial. Esta paleta inclui a versão pessoal de vermelho, a versão pessoal do azul, a versão pessoal do branco, a versão pessoal do preto, a versão pessoal do marrom, a versão pessoal do khaki, a sua cor de energia e sua cor de tranquilidade. Este tipo de análise só pode ser feita com um profissional habilitado, pois requer muita prática e conhecimento sobre cores.

Bom, por hoje é só! rsrs.. Espero que tenham gostado desta matéria introdutória sobre cores.

Beijinhos =)

O início

Imagem de autoria da proprietária do blog. Todos os direitos reservados.

Este post é o início de tudo. O início de uma compilação gigantesca de experiências, estudos, leituras e muitas horas de mão na massa quando se trata do assunto ‘beleza’.

Após muitos anos fazendo de tudo nos cabelos, após muitos anos estudando sobre cores, muitos estudos sobre consultoria de imagem, após muitos anos de experiência sobre cuidados com a pele, após muitas dietas, tentativas e erros sobre alimentação e após tanta batalha para conseguir criar uma imagem pessoal que refletisse quem eu realmente sou, consegui chegar lá \o/ – e resolvi dividir minhas experiências e conhecimentos com vocês. Porque, como todas sabem, beleza é fundamental, mas para se tornar bonita é preciso criar uma imagem pessoal que seja condizente com quem a pessoa realmente é por dentro, do contrário você dificilmente se sentirá completa.

Eu sempre gosto de analisar, antes de mais nada, a personalidade e o temperamento da pessoa. Antes de querer impor pra pessoa se tal cor ou tal roupa ficará bem pra ela, é necessário entender quem esta pessoa é, como ela age diante do mundo, o que ela quer mostrar para o mundo, como se sente. Muitas vezes caímos no erro de classificar uma pessoa como sendo da paleta “inverno” sendo que esta pessoa tem um temperamento sanguíneo, uma personalidade dinâmica e colorida que nada tem a ver com as cores da paleta inverno. E o que acontece numa situação dessas? A pessoa de temperamento sanguíneo que passa a se vestir com as cores de uma paleta que nada tem a ver com seu temperamento, passa a ter um conflito interno, que não ocorre em nível consciente mas sim em nível subconsciente. A pessoa não se sente bonita, não se sente a vontade, não se sente ela mesma – assim como as pessoas ao redor passam a ter essa mesma sensação a respeito dela – e ela sequer sabe porque isto acontece.

Este tipo de situação ocorre porque as cores e formas influenciam MUITO no nosso subconsciente e consequentemente acabam influenciando as pessoas ao nosso redor. Isto não quer dizer que algumas cores sejam sempre “ruins” ou sempre “boas”, não gosto de utilizar desta denominação. Acho importante ressaltar que certas cores poderão ter um efeito positivo ou negativo de acordo com a pessoa que a veste, e para isto deve-se levar em consideração o temperamento da pessoa, sua personalidade, a coloração de sua pele e de seus olhos. Ou seja: para algumas pessoas o preto pode cair super bem, dando um ar “chique”, para outras pessoas o preto pode deixar-lhes pálidas e com aspecto austero.

Através deste blog, pretendo dividir meu conhecimento sobre o assunto, além de falar sobre moda, produtos para cabelos, produtos para pele, dicas de beleza, música, gastronomia light e qualquer outro assunto que possa ser de interesse para mulheres vaidosas e bem antenadas.

Beijinhos =)